macOS Sierra: As 5 funcionalidades desconhecidas do utilizador

aplicacoes, apple, Mac OS x, Novidades Sin comentarios »
MacOS Sierra

Mac Sierra

Já atualizaram o vosso Mac para o macOS Sierra? Então já estão a par das novidades que este sistema operativo trouxe:
* A Siri já nos pode ajudar nas tarefas,
* já é possível usar o mesmo comando do iOS para chamar a Siri,
* já é possível usar o Apple Watch para desbloquear o Mac e até automatizar determinadas tarefas de manutenção.

Mas certamente ainda não conhece algumas das funcionalidades mais escondidas, como as que vamos agora revelar:

1. Novas ferramentas de Edição de Imagem
Com a última atualização da aplicação Fotografias tem agora novas funcionalidades de edição de imagens: Luminosidade e Marcação

Luminosidade: Ao editar uma foto, o novo controlo deslizante Luminosidade pode ser encontrado na secção Luz no menu Ajustar. A Apple afirma que “ilumina as zonas escuras e puxa os destaques para revelar detalhes ocultos e fazer com que a sua foto fique mais rica e vibrante ao olhar.”

Marcação: Se clicar num foto e chamar o menu de edição, verá na coluna do lado direito da foto a opção Extensões. Clique nesse menu e abra a opção Markup. Essa ferramenta permite agora adicionar texto, fazer destaques, colocar setas, linhas e outros elementos disponíveis. As anotações numa foto podem ser de grande valia. A Apple adicionou este pormenor que antes não existia.
2. Separadores nas aplicações

Os separadores não são apenas para serem usados nos navegadores. Com o macOS Sierra, o utilizador pode usar os separadores no Safari, claro, mas pode usar em muitos mais sítios, como nas aplicações, no Finder e mesmo no Ambiente de trabalho.

Como fazer nas Aplicações:

Abra o Mapas, por exemplo, mas pode ser igualmente o Finder. Agora pressione Command-T para abrir um novo separador.
Outras aplicações, como o Mail ou o Editor de Texto permitem que use separadores, mas não suportam o atalho de teclado Command-T. Para essas aplicações, o separador será aberto quando utilizar o menu depois opção Visualização > Mostrar barra de separadores, vai a Ficheiro > Nova janela e por fim vai a Janela > Agrupar todas as janelas. Isto funciona para várias aplicações, o Editor de Texto, por exemplo, pode ter separadores usando esta forma. Mas há mais aplicações, é uma questão de verificar se têm os menus referidos.
Mas pode optimizar estes passos todos. Se for a Preferências do Sistema> Dock e em Preferir separadores ao abrir documentos poderá colocar na opção Sempre . Veja que agora, no Mail por exemplo, se for a Ficheiro > Nova janela o que irá abrir é um separador novo na aplicação Mail.

Aceder à Split View
Mantenha premido o botão de ecrã completo no canto superior esquerdo de uma janela.
À medida que prime o botão, a janela reduz e pode arrastá-la para o lado esquerdo ou direito do ecrã.
Solte o botão e, em seguida, clique noutra janela para ter ambas as janelas lado a lado.

Se já tiver uma janela na vista de ecrã completo, pode, ainda assim, vê-la lado a lado com outra janela. Abra o Mission Control e, em seguida, arraste uma janela para a miniatura da app de ecrã completo na parte superior do ecrã.

Utilizar o Mission Control no Mac
As apps que precisam de mais espaço no ecrã para entrar em Split View poderão apresentar uma mensagem a indicar que não se encontram disponíveis em ecrã completo. Pode utilizar uma resolução mais elevada no dispositivo para dar mais espaço no ecrã às apps. As apps que não suportam Split View apresentam um botão de ampliação em vez de um botão de ecrã completo .

Se ao manter premido o botão de ecrã completo não entrar em Split View, aceda ao menu Apple > Preferências do sistema, clique em Mission Control e certifique-se de que a opção “Ecrãs têm Spaces diferentes” está seleccionada.

3. Duas novas opções de Teclado

Provavelmente no seu Mac consegue escrever mais rápido que escreve num teclado de um iPhone ou iPad. No entanto, a Apple decidiu integrar no macOS Sierra duas novas opções para facilitar a escrita no seu sistema operativo. Para trazer a experiência de uma escrita no iOS, poderá agora ter a Letra inicial maiúscula automaticamente e Adicionar ponto final com dois espaços.
Assim vá a Preferências do Sistema > Teclado > Texto, aqui dentro active, na barra da direita, as duas novas funcionalidades que nos podem dar muito jeito.

4. Assistente RAID regressa
A Apple removeu o suporte ao utilitário RAID no OS X El Capitan, mas esta ferramenta está de volta no macOS Sierra. Para ter acesso a esta ferramenta basta chamar a pesquisa Spotlight e escrever Raide. Aparecerá logo o utilitário de Raid.

Irá poder contar com um assistente de Raid e poderá criar um RAID 0 e RAID 1, caso o seu Mac tinha vários discos rígidos.

5. Letras das músicas no iTunes

O iTunes permite agora visualizar a letra de uma música que está a ouvir (ou cantar alto e mal). Para ver a letra da música que está a ser reproduzida no iTunes, clique no botão logo acima onde está o tempo de reprodução e o nome da música. É um ícone com três traços na horizontal.
Depois abrirá um menu com a opção Letra. Se a música que estiver a reproduzir não tiver a letra (que muitas vezes aparece em automático, clique em cima da música, no menu escolha Informações, Letra e clique no pisco Letra personalizada. Saque-a da Internet e cole lá. A partir de agora as suas músicas têm a Letra para as poder cantar.

Não te esqueças de comprar os teus produtos Apple na Loja Apple Universia e beneficia de descontos especiais para estudantes e professores.

Fonte: PPLWARE

Dulce Filipe

Apple promete encontrar iPhones mesmo estando desligados

aplicacoes, apple, bateria, iphone, Novidades Sin comentarios »

iphoneSE
O sistema de recuparação de iphones da Apple já permitiu a recuperação de milhares de iPhones aos seus donos. O sistema Encontrar iPhone surgiu em 2009, permitindo que os dispositivos Apple possam ser localizados quando são perdidos ou roubados.

O único ponto fraco deste sistema é em caso do aparelho ser desligado e ser-lhe retirado o cartão SIM, ou caso o aparelho seja colocado em modo Voo… Nestes casos, nunca mais vai conseguir encontrá-lo. No entanto, parece que a Apple já resolveu esta fragilidade.

Como podemos ler aqui, deu entrada no Departamento de Marcas e Patentes dos Estados Unidos um sistema que revela como a Apple consegue detectar o seu iPhone mesmo quando estiver desligado.

A patente número US20160323703, aprovada no dia 6 de Maio deste ano, detalha como adicionar a um iPhone uma funcionalidade que permite ao iPhone informar a Apple do seu estado mesmo que exista periodicamente um “estado de incapacidade de transmitir dados da sua localização”.

Como funciona o sistema?

A Apple poderá colocar um temporizador para ligar periodicamente uma parte do dispositivo a partir de um estado desligado. Nessa altura, serão activados os módulos de serviços de localização que irão determinar a localização do dispositivo e enviar logo de imediato a informação recorrendo a um ou mais canais de transmissão.

Seriam enviados os códigos de localização via -mail ou por mensagem de texto. Também seriam enviadas imagens, voz e outros dados que poderão ajudar o proprietário do iPhone a criar um padrão que o leve ao larápio ou a quem tem um iPhone que pertence a outra pessoa.
Não está claro se o recurso está também previsto para iPads e MacBooks usando apenas o Wi-Fi. Isto porque nem os iPads WiFi nem os MacBooks têm capacidade de transmitir dados sem estar ligados a uma rede conhecida.

Será pelo cartão SIM?
Dificilmente, pois em caso do cartão ser removido voltaria a não funcionar.
Não estando esta patente dedicada ao iPhone ou ao iPad, mas, tendo em conta a atitude da Apple face à segurança, poderá ser um trunfo a apresentar já no próximo iPhone 8.

 

Não te esqueças de comprar os teus produtos Apple na Loja Apple Universia e beneficia de descontos especiais para estudantes e professores.

 

Fonte: PPLWARE

Dulce Filipe

5 coisas que desconheces que podes fazer com o teu iPhone

apple, ios, iphone, Novidades Sin comentarios »

ios10

O iOS 10 trouxe novas funcionalidades para os dispositivos Apple e muitas delas passam despercebidas à maior parte dos utilizadores, ainda que sejam muito úteis no dia a dia.

 

Em seguida vamos listar 5 dessas funcionalidades:

1 – Transformar a câmara numa lupa

A portabilidade obriga a que por vezes os textos tenham letras minusculas: livros de bolso, versões de revistas mais compactas, etc e  há artigos muito interessantes nos jornais que podem ter letras muito minúsculas.  O truque é tirar partido das tecnologias para nos ajudar nas pequenas e nas grandes coisas do dia a dia, para que se tornem cada vez mais úteis.

Agora, basta usar o poder do zoom da nossa câmara do iPhone para nos ajudar a ler. A Apple tem uma funcionalidade dedicada até a esta “dificuldade”.

Vamos a Definições > Geral > Acessibilidade e dentro procuramos a opção Lupa. Agora, dentro da opção Lupa activamos a Lupa no botão slider.

Basicamente, depois de dar 3 toques no Botão Principal, a sua câmara irá transformar-se numa lupa com alguns particularidades interessantes. É garantido que vai descobrir mais uma utilidade fantástica para a sua câmara do iPhone.

2 – Parar a reprodução de música com o temporizador

Há muitas pessoas que adoram adormecer ao som de música e usam o iPhone para “embalar”. A ideia é a música parar, ao fim de certo tempo, de preferência quando já estivermos a dormir. Podemos usar a aplicação Música do iOS 10, mas também podemos usar outras, como o Spotify, por exemplo.

Vamos mostrar como podemos no iOS fazer a música parar num determinado momento temporizado por nós.

Vamos à aplicação Relógio > Temporizador e de seguida definimos o tempo necessário para termos música a embalar o nosso sono. Há depois o toque de magia que deve ser colocado na opção Ao terminar. Abrimos as opções disponíveis e no final dos sons está a opção Parar reprodução. E pronto, a música parará quando quisermos.

3 – Activar ou desactivare o recurso Levantar para acordar

Esta foi uma novidade que apareceu no iOS 10. Basta levantar o iPhone para este ligar o ecrã. Bom, pode ser interessante que muitas vezes usamos o smartphone para ver as horas, mas, este é também um recurso que pode estar a consumir energia desnecessariamente, pois quando andamos com o iPhone na mão, é aborrecido vê-lo estar constantemente a ligar.

O iOS está preparado para podermos desligar esta funcionalidade, se nos estiver a aborrecer. Para isso vamos a Definições > Ecrã e Brilho e de seguida procuramos a opção Levantar para acordar. Basta ir ao botão slider e desligar a opção. Depois disto, sempre que quiser acordar o ecrã, clique num dos botões, mesmo o botão principal com tecnologia háptica permite ligar o iPhone, claro!

4 – Active o “Prima o botão principal para desbloquear”

No novo iOS 10 a acção de clicar no botão dos dispositivos com Touch ID mudou. A mudança foi de tal forma radical, que muitos utilizadores menos afoitos ficaram com a sensação que estava avariado o botão de leitura da impressão digital. Não, não está, mas vamos mostrar como voltar a ter o comportamento de novo como estava antes.

Assim, veja como poderá activar, ou desactivar, a nova funcionalidade “Prima o botão principal para desbloquear” e reverter ao estilo que estava habituado no iOS 9.

Vamos a Definições > Acessibilidade e escolhemos a opção Botão principal. Dentro do menu Botão principal, tem agora uma nova opção que se chama Pousar dedo para abrir. Desligue esta opção e teste, poderá sempre voltar ao método novo.

5 – Corrigir a nova estrutura do mail no iOS 10

A estrutura de apresentação do mail do iOS 10 foi redesenhada e não é à toa que isso aconteceu.

ios10

ios10

Agora, as mensagens mais antigas aparecem no topo, o que não faz muito sentido, pelo menos para muitos de nós e para muitas pessoas que se têm vindo a queixar. Esta nova estrutura obriga-nos a fazer scrool e se a mensagem original tiver muitas respostas, então perdemos imenso tempo a “rolar” o mail. Mas há uma forma de contornar esta situação.

Vamos então a Definições > Mail e no grupo Conversas, activa-se a opção Mais recente em cima. Isto fará com que a estrutura anterior à actualização do iOS 10, volte a aparecer. Irá voltar a ter as conversas mais recentes em cima e estarão organizadas cronologicamente da mais recente para a mais antiga (inicial).

 

Não te esqueças de comprar os teus produtos Apple na Loja Apple Universia e beneficia de descontos especiais para estudantes e professores.

Fonte PPLWARE

Dulce Filipe

PhotoMath: o resultado das equações à distância de um click

aplicacoes, apple, ios, Novidades Sin comentarios »

O PhotoMath não é uma App propriamente nova, mas aliando agora o poder computacional dos dispositivos móveis à inteligência do PhotoMath, já é possível ver resolvida uma equação em poucos segundos.

A nova versão desta App é que passou a ter a capacidade de resolver equações escritas à mão, basta tirar uma foto e… já está!
Através da câmara do smartphone capturamos as equações matemáticas que pretendemos ver resolvidas, e a App trata de imediato de apresentar o resultado final.

E seanteriormente apenas era possível resolver equações de livros (ou outros suportes digitais), agora o utilizador pode escrever uma equação num papel e a app consegue igualmente resolver. Além do resultado, a app mostra também todos os passos necessários para a resolução da equação, ajudando assim os utilizadores a perceberem como se chegou a tal valor.

Além desta fantástica novidade, que actualmente apenas está disponível para iOS – ainda que a App esteja disponível para iOS, Android e Windows Phone, os responsáveis pela app referem que o algoritmo de resolução de equações foi melhorado.

Não te esqueças de comprar os teus produtos Apple na Loja Apple Universia e beneficia de descontos especiais para estudantes e professores.

Fonte: PPLWare

Dulce Filipe

App LEVOO e Paypal acabam com as filas e os problemas de trocos à hora de almoço através do iPhone

aplicacoes, Novidades Sin comentarios »
Levoo

Levoo

 

Uma nova App, Levoo, numa parceria com a PayPal promete acabar com a necessidade de esperar na fila pela refeição através do iPhone ou qualquer outro dispositivo móvel. Este é mais um passo para a concretização da visão do PayPal, um dos meios de pagamento digitais em que as pessoas mais confiam e mais usam em todo o mundo, de eliminar qualquer obstáculo entre online e offline e tornar os pagamentos digitais uma parte integrante do dia-a-dia das pessoas. Os clientes PayPal, que registam atualmente mais de 188 milhões de contas ativas em todo o mundo, 500 mil das quais em Portugal, poderão facilmente escolher a sua refeição à distância e pagar com PayPal sem qualquer necessidade de ficarem à espera na fila pela sua refeição ou para pagar.

Esta nova solução já disponível para download na Apple Store e Google Play Store está a ser apresentada num inovador projeto piloto lançado no Centro Comercial Amoreiras, em Lisboa, incluindo sete das maiores cadeias de alimentação: Noori; MadPizza; Slow; Prego Gourmet; Selfish; Sushi Café e H3.
A App Levoo permite que qualquer pessoa escolha um restaurante e pague a sua refeição através do smartphone. Após selecionarem o menu, têm atualmente duas opções de recolha: para comer no restaurante ou para levar (neste caso, a refeição será adequadamente embrulhada), mas em breve também estará disponível a opção de entrega ao domicílio. Depois deste passo, os utilizadores poderão pagar com um só clique, apenas selecionando a opção de pagamento PayPal. Nessa altura, a App dará a indicação do tempo de espera. Quando a refeição estiver pronta, tudo o que será necessário fazer é apanhar a comida num ponto especial de recolha dentro do restaurante escolhido. Para pagarem, os clientes apenas precisarão de partilhar os seus detalhes de conta PayPal na primeira vez que usam a app. Depois disto, o pagamento será automático todas as outras vezes, num processo rápido e simples. Para mais informações, pode visitar: http://www.levoo.pt/

Não te esqueças de comprar os teus produtos Apple na Loja Apple Universia e beneficia de descontos especiais para estudantes e professores.

Dulce Filipe

Estamos a menos de uma semana da apresentação do novo iPhone

apple, iphone, Novidades Sin comentarios »

iphoneSE

7 de setembro é o dia D para a Apple. Como será afinal o novo iPhone? Os convites já foram enviados para os jornalistas, ainda que não tivessem qualquer spoiler. A Apple promete continuar a revolucionar o mercado com o iPhone 7, ainda que este será o primeiro aparelho a ser lançado após a divulgação da quebra nas vendas desde que o smartphone foi lançado.

O primeiro iPhone chegou ao mercado em 2007 e pela primeira vez que a venda de telemóveis da marca ficou aquém do período homólogo do ano anterior. Em 2015 as vendas assistiram a uma quebra de 32%, uma redução de 13% nas receitas da empresa. No entanto, tendo em conta que estamos a falar de um produto líder no mercado, isso significa que a marca terá vendido apenas 51 milhões de iPhones.

Quanto a novidades e relembrando que a partir do iPhone 5S o botão home do aparelho passou a ser ativado com a impressão digital do seu utilizador, tal deverá manter-se segundo os rumores mais recentes, os iPhones 7 vão ter unicamente esta interface touch, que será sensível a pressão, mas não clicável.

Vários especialistas apontam ainda para o fim da ligação aos headphones como forma de se incentivar a utilização de sistemas sem fios e de diminuir a espessura do telefone.

O preço do novo telemóvel não deverá ser muito diferente dos seus antecessores, ainda que passe a ser, claro está o mais caro no seu segmento, que atualmente pertencente ao iPhone 6s, devendo este diminuir o seu custo.

Como sempre, os valores vão variar dependendo das capacidades do telemóvel: os mais baratos — com menos memória e mais pequenos — devem custar cerca de 600 euros, enquanto os mais caros — com mais memória e um maior ecrã — devem custar à volta dos 800.

Não te esqueças de comprar os teus produtos Apple na Loja Apple Universia e beneficia de descontos especiais.
Fonte: SOL

Dulce Filipe

5 pecados mortais para os iPhones

aplicacoes, apple, bateria, iphone Sin comentarios »

iphoneSE

1.    Nunca o desligar

Sabias que reiniciar o telemóvel de tempos a tempos prolonga a vida útil da bateria e do telemóvel? Ao desligares o telemóvel vais interromper os processos que se estão continuamente a realizar em segundo plano e a abrandar a performance do telemóvel. Ou seja, aplicações que estão a ocupar espaço e a consumir a energia da bateria.

2.    Não usar antivírus

Os smartphones também são alvo de ataques maliciosos de vírus e outros malwares.

Se tens um iPhone, a Apple é responsável pela distribuição de patches de segurança quando deteta uma potencial ameaça, pelo que deves manter o sistema sempre atualizado.

Já no caso dos sistema Android, tens à disposição várias aplicações, como o Lookout, o Avast ou o TrustGo que o podem manter imune a ataques ou eliminar as ameaças.

No entanto, alguns especialistas desaconselham o uso de antivírus nos telefones por causa do espaço que ocupam e por que podem desacelerar o funcionamento. É tudo uma questão de ponderação e de pesar bem os pós e os contra.

3.    Não limpar o iPhone

Limpar o iPhone por fora, apenas com um pano de microfibra, elimina as bactérias que se acumulam no dispositivo e reduz o risco de contrair doenças. Não use produtos químicos, pois podem danificar o aparelho.

Não esquecer ainda de fazer a limpeza interna, ou seja eliminar os arquivos desnecessários que ocupam espaço e tornam o aparelho mais lento.

Poderás usar o Cleanmaster ou o TapCleaner, apagar manualmente tudo o que não interessa.

4.    Expor o telemóvel a condições adversas

A chave é saber o grau de proteção IP (Ingress Protection, em inglês) do seu telefone, indicando a resistência do dispositivo não só à água, mas também à sujidade.

Quanto mais alto for esse grau, mais resistente é o telemóvel.

E embora os telefones sejam muito mais resistentes à água do que no passado, poucos são os modelos que funcionam submersos.

Dois aparelhos atuais que supostamente resistem ao teste são o Samsung Galaxy S7 e iPhone 6. Mas ambos sofreram danos em uma avaliação independente realizada neste ano pela empresa de tecnologia SquareTrade.

Quanto ao calor não é boa ideia expor seu telefone a altas temperaturas, seja na praia, no deserto ou no interior do carro.

5.    Transportá-lo no bolso

Este é um erro considerado inevitável para a maioria dos especialistas.

Carregar o telefone no bolso aumenta as hipóteses de ele cair no chão, na sanita ou em qualquer outra superfície inadequada.

Além disso, pode representar riscos para a saúde, pela radiação que os aparelhos emitem.

Por essa razão, os manuais de vários modelos de iPhone, incluindo o 6, recomendam que não sejam transportados no bolso.

Dulce Filipe

Apple apresenta novidades nos seus sistemas operativos

aplicacoes, apple, ios, iphone, itunes, Novidades Sin comentarios »

iphonesaver

A Apple lançou novas versões para os seus sistemas operativos que visam corrigir e melhorar a performance dos seus produtos. Assim, o OSX, o iOS, o tvOS e o WatchOS já têm disponíveis as novas versões.

Estas melhorias focaram-se sobretudo em questões relacionadas com a segurança e na eliminação de bugs que vinham a prejudicar o bom funcionamento destes aparelhos. Trata-se de pequenas alterações que os tornam ainda melhores e mais ajustados aos utilizadores.

As novidades do OSX 10.11.5

A versão 10.11.5 do OSX está já disponível na App Store e traz várias melhorias de segurança. Ao mesmo tempo, a Apple corrigiu algumas pequenas falhas, aumentado assim a estabilidade deste sistema operativo.
Outra das novidades prende-se com correções de compatibilidade que a empresa adicionou nesta versão, tornando o OSX El Capitan mais integrado com o hardware e com o software de terceiros.
O novo iTunes
A Apple resolveu melhorar também o iTunes com a versão, a 12.4, que traz várias mudanças ao nível da interface. O iTunes está mais simples de usar e podemos agora avançar e recuar como se tratasse de um browser.
O Acesso às diferentes áreas de conteúdos foi também simplificado, facilitando a navegação nos diferentes elementos e nos conteúdos.

 

As novidades do iOS 9.3.2
Ainda que a nova versão, a 9.3.2 não traga novidades de peso, a Apple dedicou-se a corrigir os problemas que o vinham a afectar.

Esta versão corrige sobretud vários bugs que vinham a ser reportados no iPhone SE, relacionados com o Bluetooth e com a utilização do próprio sistema operativo.

WatchOS 2.2.1, tvOS 9.2.1 e as suas melhorias

À semelhança das restantes actualizações que a Apple lançou hoje, também estas duas foram focadas na segurança e na melhoria da performance geral.

Não são conhecidas novas funcionalidades, mas por dentro vão haver de certeza vários bugs corrigidos, melhorando a utilização quer do Apple Watch quer da Apple TV.

Estas novas versões estão já disponíveis para todos e vão chegar de forma automática dentro das próximas horas. Caso não queiram esperar podem sempre aceder as definições e forçar as atualizações.

 

Fonte: PPLWARE

Dulce Filipe

Apple contrata Monstro das Bolachas e cria vídeo viral

apple, Novidades Sin comentarios »

O Monstro das Bolachas foi a mais recente contratação da Apple para a criação de um spot publicitário. Como já era expectável, não foi necessário muito tempo para que os vídeos se tornassem virais.

O spot intitulado “Timer” serviu para demonstrar as funcionalidades da assistente pessoal incorporada nos iPhones, a Siri. Como poemos ver no vídeo a Siri pode ser utilizada no iPhone 6S utilizando só a voz, neste caso, enquanto o Monstro cozinha uma fornada de bolacha e (des)espera por elas.

O vídeo detém já alguns recordes, tornando-se na publicidade mais visualizada de sempre da Apple no YouTube. Ao todo, já são mais de 9 milhões de visualizações de um conteúdo bastante divertido.

YouTube Preview Image

 

Não te esqueças de comprar os teus produtos Apple na Loja Apple Universia e beneficia de descontos especias.

Dulce Filipe

Novidades Apple: novo iPhone SE vai custar 499 euros em Portugal

apple, iphone, Novidades Sin comentarios »

iphoneSE

Ontem foi dia de novidades Apple e já podes consultar os valores dos novos equipamentos na loja online da Apple.

O novo iPhone é o mais barato de sempre numa fase de lançamento, mas o iPad está acima dos modelos anteriores, sendo apenas  mais barato que a versão de 12,9 polegadas.

E quais foram as principais novidades que a Apple apresentou ontem? Um iPhone de quatro polegadas, um iPad Pro mais pequeno, novos braceletes para o Apple Watch e alguns ‘miminhos’ para a Apple TV.

Quanto aos preços, o novo iPhone SE vai custar 499 euros quando ficar disponível em Portugal e na versão de 16GB. O modelo de 64GB tem um preço de 599 euros. O mais recente smartphone da Apple fica disponível em pré-venda a 29 de abril, mas só chega ao mercado no final de maio.

Segundo a própria Apple,este é o seu smartphone mais barato de sempre num momento de lançamento e é fácil de perceber porquê: os iPhone 6s e 6s Plus, por exemplo, foram os mais caros de sempre.

Do lado do iPad Pro a Apple justifica o preço com a potência de processamento e gráfica que o tablet consegue atingir. E diz mesmo: este é um equipamento para utilizadores Windows que querem uma solução portátil.

O novo modelo de 9,7 polegadas está disponível em diferentes configurações e estes são os preços da loja online da marca da maçã:

– 32GB WiFi: 699 euros
– 128GB WiFi: 879 euros
– 256GB WiFi: 1.059 euros
– 32GB WiFi + 4G: 849 euros
– 128GB WiFi + 4G: 1.029 euros
– 256GB WiFi + 4G: 1.209 euros

As novidades no preço estendem-se ainda ao Apple Watch, que baixou o preço.
O Apple Watch começa agora nos 379 euros para a versão de 38 milímetros, enquanto o modelo de 42 milímetros começa nos 429 euros. Os restantes valores podem ser conferidos aqui.

 

Não te esqueças de comprar os teus produtos Apple com os descontos Universia.

 

Fonte: Sapo TEK

Dulce Filipe